20120803-125709.jpg

A expectativa de vida da população aumenta a cada ano em todo o mundo. E segundo o IBGE o número de idosos no Brasil aumentou de 3,3 milhões em 1960, para 20,5 milhões em 2010. Ou seja as pessoas estão vivendo mais.
Com isso compreende-se a importância da analise da qualidade de vida do idoso. Torna-se extremamente necessário para esta população, envelhecer com mais autonomia e independência funcional. E o exercício físico orientado de forma correta pode gerar adaptações fisiológicas mesmo em idosos que nunca treinaram, trazendo benefícios para a vida do idoso.
O treinamento de força tem se mostrado muito eficiente para esse público, com considerável redução da perda de massa muscular e ganhos consideráveis de força.

20120803-213701.jpg

Os benefícios com esse tipo de treinamento são amplamente variáveis que vão desde as adaptações psicológicas e funcionais, assim como à diminuição das alterações biológicas do processo de envelhecimento e controle das doenças.
Se pensarmos na osteoporose, patologia típica em indivíduos idosos, principalmente do sexo feminino, o treinamento de força de moderada a alta intensidade pode auxiliar na desaceleração desse processo degenerativo.
O declínio de força nos idosos está diretamente relacionado com o estilo de vida, sendo que exercícios bem estruturados e planejados devem ser elaborados, respeitando, sobretudo a individualidade de cada indivíduo.
Além de minimizar os efeitos da sarcopenia, prevenir as doenças degenerativas, prevenir quedas e criar mecanismos de proteção, o treinamento de força, afeta diretamente a qualidade de vida desse grupo, uma vez, que prolonga sua independência e autonomia na realização das atividades diárias, o que gera um aumento efetivo na sua auto-estima e autoconfiança.

Para um idoso o simples fato de levantar-se de uma cadeira, de varrer o piso de uma cozinha, de abrir a tampa de um frasco ou até mesmo levar um copo à boca durante uma refeição, sem precisar do auxilia de terceiros, é muito importante na aceitação do processo de envelhecimento, que é um fato inerente a nossa vontade mais que acomete a todos, querendo ou não.

Então, esta mais que confirmados os benefícios do treinamento para o envelhecimento saudável. Para iniciar as atividades procure seu medico e faça todos os exames de rotina. Realize uma avaliação física e fisioterápica e ÓTIMO TREINO.
Texto adaptado do meu TCC.
Tais Braga
Graduada em Educação Física e Pós Graduada em grupos especiais.
20120803-130657.jpg
Graduada em educação física desde 2008, pós graduada em grupos especiais, atua no mercado de personal Trainner, atendendo em academias, condomínios, casas. Atendimento presencial e on-line. Estudante de psicomotricidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *