Qual o melhor treino para os GLUTEOS???

Se você realmente quer ter glúteos definidos e fortes, esqueça aquele treino levinho! A maioria das mulheres que iniciam o treinamento de musculação ficam com medo de “ficar forte”. . . Seria muito bom se isso fosse verdade. Acontece uma diferença fisiológica muito grande entre homens e mulheres na produção hormonal.

Siga @tais_braga no Twitter agora e fique sempre atualizado.

As mulheres produzem uma pequena quantidade de testosterona em suas glândulas adrenais (pequenas glândulas situadas na região superior dos rins). É este hormônio um dos principais fatores contribuintes para a hipertrofia muscular e aumento da força. Infelizmente muitas dessas mulheres não compreendem os benefícios trazidos por um treino de musculação bem feito, com uma carga adequada. É triste andar pelas academias e ver as meninas passando intermináveis horas se acabando na esteira ou bicicleta e treinando com uma intensidade e volume limitados na sala de musculação.

Toda mulher deveria treinar com pesos para evitar problemas de saúde futuros e conseguir manter um bom físico e consequentemente uma boa saúde física e mental. Respeitando seu corpo e evoluindo gradativamente!!!

Então fica a dica: Treinar de forma intensa e com carga adequada é a maneira mais eficiente de se conseguir um glúteo forte e bem definido. É preciso usar uma carga que permita atingir a falha muscular dentro da zona alvo escolhida. Além disso é preciso realizar os exercícios com uma boa forma execução. Todas as alterações estruturais e hormonais advindas do treino com pesos só são atingidas se o treinamento for realizado com uma intensidade adequada.

Então não existe formula magica, o certo é treinar o glúteo máximo e mínimo, com exercícios variados e claro com uma carga ideal.

Ótimo treino!!!

20120630-172028.jpg

Graduada em educação física desde 2008, pós graduada em grupos especiais, atua no mercado de personal Trainner, atendendo em academias, condomínios, casas. Atendimento presencial e on-line. Estudante de psicomotricidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *